#


https://caririnoticias.com.br/saiba-como-anunciar
https://www.instagram.com/msjoiasfolheada/
https://caririnoticias.com.br/wp-content/uploads/2022/06/uvaeverdedecoracoescaririceara.png

O Ministério Público do Ceará deflagrou uma operação contra fraudes em licitações no município de Assaré, na região sul do Ceará, na madrugada desta quarta-feira (4). Foram cumpridos treze mandados de busca e apreensão na sede da prefeitura e em empresas localizadas no mesmo município, em Juazeiro do Norte e em Fortaleza. Os principais alvos são o prefeito da cidade e o filho dele, que é chefe de gabinete da gestão municipal. Uma pessoa foi presa por porte de arma de fogo.

Foram apreendidos celulares, documentos e aparelhos eletrônicos nos locais onde as ordens judiciais foram cumpridas, incluindo as residências do prefeito Evanderto Almeida e do chefe de gabinete, Paulo Paiva Almeida, que é filho do gestor. Além disso, foram alvos imóveis de empresários, não identificados.

Segundo o promotor de justiça Fábio Manzano, foram encontradas licitações feitas pela Prefeitura de Assaré com valores na casa dos milhões. Segundo ele, os lastros econômicos dos sócios e proprietários envolvidos não correspondem com o ganho declarado das empresas. “Uma empresa recebeu R$ 3 milhões, outra pouco mais de R$ 1 milhão. São valores altos para um município pequeno como Assaré”, afirma Manzano.

Durante a operação, um empresário do ramo da construção civil foi preso por porte ilegal de arma de fogo. Equipes da Polícia Civil do Juazeiro do Norte, Crato e outros municípios da região dão suporte ao trabalho.

De acordo com o Ministério Público, as investigações indicam que houve desvio de dinheiro em diversas contratações, como fornecimento de combustíveis, obras e locação de veículos. O crime de peculato possivelmente foi realizado pelo prefeito, ainda segundo o órgão.

Em novembro de 2018, o Ministério Público pediu o afastamento de Evanderto Almeida por nepotismo. Trabalhavam como servidores da Prefeitura de Assaré a companheira, o filho, noras, sobrinha e a cunhada de Evanderto. Em agosto daquele ano, foi determinado a indisponibilidade de bens do prefeito e da companheira, após a transferência ilegal de R$ 30 mil da conta do município para a dela.

A Operação intitulada ‘Coisas de Pai’ é realizada pela Procuradoria de Justiça dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) e teve apoio de promotores de Justiça da região do Cariri. 

Por G1

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Junior Moral
Carregar mais em Policia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 1 =

Verifique também

Polícia Civil prende Pai e filho suspeitos de homicídio em Brejo Santo

Policiais Civis da 21ª Delegacia Regional de Brejo Santo-CE, nesta quarta-feira (06), dera…