#


https://www.instagram.com/msjoiasfolheada/

Em meio a crise provocada pelo novo coronavírus, pacientes que utilizam medicamentos de uso controlado estão com seus tratamentos comprometidos, devido a falta de medicação. Quem vai até a Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte em busca de Olanzapina, medicamento utilizado por pacientes com esquizofrenia, está voltando para casa de mãos vazias. A Secretaria da Saúde afirma que o medicamento não foi repassado para o município desde julho. 

Assuero Anízio Souza tem esquizofrenia e precisa utilizar o medicamento para evitar crises. “O paciente esquizofrênico tem alucinações, pode surtar a qualquer momento e sem tomar o medicamento é impossível ter uma vida normal. A medicação é cara, a gente não tem condições de ficar comprando caixas e mais caixas na farmácia. Desde julho que a gente vem na secretaria e volta sem o medicamento. É uma falta de respeito e sensibilidade com os pacientes”, desabafa Assuero Anízio Souza. 

Gilcanice Pereira da Silva tem esquizofrenia, transtorno bipolar e depressão. Ela conta que precisa escolher entre comprar o alimento ou o medicamento. “É vivo chorando pelos cantos, não sei o que fazer: se deixo de comer para comprar o remédio ou se me alimento e arrisco ter uma crise. Eu queria que o município ou o Governo do Estado resolvesse a nossa situação. Estamos sofrendo muito”, comenta Gilcanice Pereira da Silva.

(Fonte: Jornal do Cariri)

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Junior Moral
Carregar mais em Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

PF prende três suspeitos de integrar esquema milionário de tráfico de fósseis do Cariri para Europa

Três homens foram presos na manhã desta quinta (22) em Santana do Cariri e Nova Olinda, su…