#


https://caririnoticias.com.br/saiba-como-anunciar
https://www.instagram.com/msjoiasfolheada/
https://caririnoticias.com.br/wp-content/uploads/2022/06/uvaeverdedecoracoescaririceara.png

Nessa terça-feira (15), o Ministério Público do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Farias Brito, ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) contra os responsáveis pelo Instituto Educacional Muniz e o Centro de Educação Polo. O órgão solicita o encerramento das atividades educacionais das instituições de ensino, além da reparação dos danos morais e materiais causados aos alunos prejudicados na cidade de Farias Brito.

De acordo com a ACP, a alegação é de que os Institutos ofereceram curso de técnico em enfermagem de forma irregular, pois não têm autorização e credenciamento junto ao Conselho de Educação do Estado do Ceará. Conforme as apurações, 56 pessoas de Farias Brito foram prejudicadas com o curso irregular, e o prejuízo passa de R$ 130.000,00. A ACP foi protocolada sob o nº 0280019-35.2020.8.06.0076 e está em tramitação na Vara Única de Farias Brito.

Fonte: MPCE

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Junior Moral
Carregar mais em Cariri

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × dois =

Verifique também

Prefeito apresenta projeto de lei com novo piso salarial dos Agentes de Saúde e de Endemias

Nesta segunda-feira, 4, o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, acompanhado do s…