Início Cariri No cariri, treze açudes monitorados pela Cogerh passaram por ciclo de alocação negociada de água

No cariri, treze açudes monitorados pela Cogerh passaram por ciclo de alocação negociada de água

4 Lido
0
0
75
https://www.instagram.com/msjoiasfolheada/

Na região mais ao sul do Estado, localidade onde está inserida a bacia hidrográfica do Rio Salgado, treze açudes monitorados pela Cogerh passaram por um ciclo de alocação negociada de água que definiu as operações e vazões de retirada dos reservatórios para o segundo semestre. A decisão tomada pelo comitê de bacia da região priorizou a demanda para o abastecimento humano nos municípios, devido à baixa acumulação de água nos reservatórios.

O resultado das chuvas irregulares do primeiro semestre não refletiu em bons aportes nos açudes da bacia do Rio Salgado. Hoje o acumulado total nos reservatórios da região registra apenas 21,7% da capacidade total. O comitê de bacia do Salgado, órgão colegiado que define a alocação das águas em parceria com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), finalizou nesta terça-feira (20) o ciclo de reuniões para tratar da operação de cada açude.

Treze reservatórios vão operar prioritariamente para o consumo humano, conforme decisão do Comitê e Comissões Gestoras de sistemas hídricos isolados. Dos treze, apenas quatro terão vazão de retirada para irrigação. São os açudes: Thomaz Osterne, Rosário, Prazeres e Olho dágua, nos municípios de Crato, Lavras da Mangabeira, Barro e Várzea Alegre, respectivamente.

Cerca de 420 pessoas participaram do ciclo de 11 reuniões de alocação de água, ocorridas entre os meses de julho e agosto de 2019. Marcaram presença representantes do Comitê da Sub-Bacia Hidrográfica do Rio Salgado, membros das Comissões Gestoras de sistemas hídricos isolados, representantes do Dnocs, representantes de prefeituras, usuários de água e membros da equipe técnica da Cogerh.

As reuniões de alocação ocorreram em Barro (Açude Prazeres), Lavras da Mangabeira (Açude Rosário), Mauriti (Açudes Gomes e Quixabinha), Caririaçu (açudes Manoel Balbino e São Domingos II), Cedro, (Açude Ubaldinho), Várzea Alegre (Açude Olho D’Água), Aurora (Açude Cachoeira), Crato (Açude Thomaz Osterne), Icó (Açude Tatajuba), Umari (Açude Jenipapeiro II) e Icó (Açude Lima Campos).

 Alocação de água

O processo de Alocação Negociada de Águas é parte da política nacional de Recursos Hídricos, que estimula a participação da sociedade civil e dos usuários de água no processo de co-gestão da água. A Cogerh funciona como secretaria-executiva do Comitê e presta apoio técnico, científico, financeiro e logístico a essas entidades.

Cogerh

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Henrique Macêdo
Carregar mais em Cariri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

De 23 a 25 de setembro de 2019, Crato receberá Oficina de Base

De 23 a 25 de setembro de 2019 acontece no Hotel Encosta da Serra, em Crato – CE, a Oficin…