https://www.instagram.com/msjoiasfolheada/

Várzea Alegre tem total de 6.079 famílias beneficiárias do Bolsa Família, equivalente a 35,73% do total da população. Dessas 6.079 famílias, 4.877, sem o programa, estariam em condições de extrema pobreza.

No mês de julho de 2019, o PBF destinou às famílias beneficiárias R$ 1.454.944,00. De agosto de 2018 a julho de 2019, o Bolsa Família fez circular na economia de Várzea Alegre R$ 17.423.457,00 (dezessete milhões, quatrocentos e vinte e três mil e quatrocentos e cinquenta e sete reais).

Essas informações constam em relatório de atualização do Programa Bolsa Família, divulgadas pelo Ministério da Cidadania referentes aos últimos 24 meses.

Além do considerável volume de recursos financeiros – mais de R$ 17 milhões de reais de agosto de 2018 a julho de 2019, Várzea Alegre mantém atualizados os cadastros e acompanha as condicionalidades que devem seguir os beneficiários do PBF.

Pelos indicadores da TAC – Taxa de Atualização Cadastral PBF, o município de Várzea Alegre se destaca nacionalmente, com índice atualizado de 83,16%,  superando a média nacional que é de 83,14%. No que se refere ao acompanhamento das condicionalidades da Educação, a média nacional é de 93,81%, enquanto Várzea Alegre bate média de 94,56%. Nas condicionalidades de Saúde dos beneficiários, Várzea Alegre também bate a meta nacional que é 77,15% com o município marcando 97,47%.

No Índice de Gestão Descentralizada do Município (IGD-M), que mede as ações realizadas em conjunto do setor de Cadastro Único, Saúde e Educação, que são condições exigidas pelo Programa, Várzea Alegre registra 89,64% contra a média nacional equivalente a 83,91%.

Todo esse trabalho de acompanhamento, contribui para os resultados com mais pessoas beneficiadas e maior volume de dinheiro circulando no município.

Para o Prefeito Zé Helder (MDB), o PBF é um dos programas mais relevantes para corrigir desigualdades sociais. Também tem peso considerável para a economia do município.

Segundo Laura Maria – Secretária de Assistência Social, as ações do Bolsa Família são descentralizadas e acompanhadas por técnicos do Cadastro Único, Prefeitura de Várzea Alegre, Secretaria do Trabalho e Assistência Social, além das secretarias de Educação e Saúde.

Para Daniel Marcílio – Coordenador do Cadastro Único, esse trabalho melhora as condições de vida da população. “Esse trabalho em conjunto que fazemos, é pensando em melhorar as condições de vida das famílias carentes que se utilizam desse benefício.  Um cadastro bem atualizado atenderá as necessidades dessas famílias mais corretamente de acordo com sua realidade”, disse.

O setor de Cadastro Único será beneficiado com a requalificação e ampliação da estrutura física do prédio do Centro Social Urbano, sede da Secretaria de Assistência Social, feita com recursos do Ministério da Cidades, com investimento de R$ 131.134,84.

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Junior Moral
Carregar mais em Economia e Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Motociclista morre e duas pessoas ficam feridas numa colisão entre moto e carro em Milagres-CE

Uma colisão entre uma motocicleta e um carro de passeio deixou um saldo de uma pessoa mort…